Voluntariado Empresarial

1. Conceito

A Responsabilidade Social das Empresas e o envolvimento destas em iniciativas sociais de apoio à comunidade, nomeadamente através da promoção e desenvolvimento de acções de Voluntariado, tem-se tornado um eixo do desenvolvimento das sociedades modernas. 

Acompanhando esta evolução, também em Portugal, se verifica um crescendo de projectos e iniciativas de Voluntariado Empresarial, acompanhado por uma valorização pública também acrescida do contributo destas acções para o bem-estar da comunidade e das próprias pessoas e organizações nelas envolvidas. 
A expansão e o desenvolvimento de iniciativas de Voluntariado Empresarial podem ser fomentados através da disseminação de boas práticas em curso e da demonstração do reconhecimento público da sua importância, por forma a criar um efeito multiplicador junto de um maior número de empresas.
Por outro lado, a promoção do Voluntariado em Portugal só poderá ser efectivada mediante o envolvimento simultâneo de todos os sectores da sociedade, potenciando neste esforço o contributo do sector empresarial.  (in http://www.voluntariado.pt/left.asp?02.04.01)
 
 

2. A Proposta de Grupo Flamingo

O Grupo Flamingo perspectiva consolidar a sua intervenção, interligando os actores sociais: governo central, governo local, empresas, instituições e cidadãos em geral; através dos aspectos da cidadania ambiental e do interesse organizacional e colectivo da Sociedade Civil.
Assim propõem às empresas uma parceria, através do Mecenato ambiental, em dinheiro ou em espécie, ao abrigo do Estatuto dos Benefícios Fiscais, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 215/89, de 1 de Julho, na sua redacção actualizada, a execução de acções com a intervenção dos colaboradores da empresa ou apoiando um dos diversos projetos da associação.
 
 
GRACE 1
 
 

3. Empresas e a Responsabilidade Social

 

GRACE "Intervir na recuperação do coração natural do Seixal"

Em 11 de Outubro, durante todo o dia, o Grupo Flamingo - Associação de Defesa do Ambiente, apoia o GRACE - Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, numa grande acção de recuperação ambiental da Ponta-dos-Corvos (Seixal) e de sensibilização para os problemas ecológicos e ambientais. 
Nesta acção de recolha de resíduos vão estar empenhados cerca de 150 cidadãos voluntários que disponibilizam um dia de trabalho em prole da recuperação de uma área de importância natural, adjacente ao Sapal de Corroios.
A acção de voluntariado empresarial insere-se num projecto da Grace, designado de GIRO (Grace – Intervir – Recuperar - Organizar), que se desenvolve pelo oitavo ano decorrendo em 7 localidades e conta com a participação de 52 empresas (ex: AdvanceCare, Auchan, DHL, FCB&A, Fundação EDP, H Tecnic, NYSE Euronext, Ritz FourSeasons)  e cerca de 675 voluntários.
O GRACE foi formado em 2000 por um conjunto de empresas, maioritariamente multinacionais, com o denominador comum o interesse em aprofundar o papel do sector empresarial no desenvolvimento social, sendo, enquanto associação portuguesa sem fins lucrativos, a primeira dedicada à problemática da Responsabilidade Social Empresarial.
 
 

 

 

SIEMENS "Promoção do voluntariado pela floresta"

Decorreu no sábado 29 de Março uma atividade de voluntariado pela floresta com colaboradores da empresa Siemens, da fábrica de Corroios, organizada pelo Grupo Flamingo.
A ação, inserida no conceito de apoio de proximidade à biodiversidade local, realizou-se na Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa de Caparica, onde os cerca de 40 voluntários desenvolveram diversos trabalhos, quer na limpeza dos parques de merendas, quer arrancando plantas exóticas invasoras que se disseminam pela floresta prejudicando o crescimento de biodiversidade autóctone.
No final da ação ainda houve tempo para, no viveiro 1, a realização de trabalhos preparatórios e a plantação de plantas aromáticas autóctones, projeto inserido no âmbito do CIRPA - Centro de Investigação e Recuperação de Plantas Autóctones.
Os objetivos traçados pelas duas organizações foram atingidos, tendo os colaboradores da Siemens prestado um contributo à floresta, demonstrando um inequívoco sinal de responsabilidade social e ambiental. O impacto social e ecológico atingido foi significativo, no entanto, impossível de quantificar beneficiários diretos e indiretos, uma vez que o maior contributo se destina ao ecossistema em si, um bem essencial de usufruto comum, geral, difuso, indivisível e impenhorável.
 
 DSCF3677

Contactos

Morada postal: Alameda 25 de Abril, n.º 11, Miratejo, 2855 - 211 Corroios

Telem: 96 95 94 630  Email: geral@grupoflamingo.org 

logo fb